Pintura a óleo

Pintura à óleo

.
Meu pai, um cabra Nordestino
Minha mãe nasceu em Perdões
Quis um dia brincar o destino
E o cupido uniu seus corações
Dos onze filhos que tiveram
Sou o quarto de muitos serões
.
Antes mesmo que eu nascesse
E agora tenho que ser honesto
A minha mãe já pintava o sete
Com o pincel do senhor Ernesto
Faltou verde para cor dos olhos
E com castanho pintou o resto
.
Carrego sempre o nome do pai
Com orgulho no sobrenome
De minha mãe o sangue branco
Que nos seios matou a fome
Reverencio minha mãe e meu pai
Só em versos porque a voz…
                                  …a voz some
.
Autor: Sandro Ernesto 22/04/2013

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. Na minha poesia " Vida , Presente de Deus " tem um trecho que diz:
    " Na vida eu vi a mulher amando uma outra
    E o amor ser tão puro tanto quanto devia.
    Eu vi também o homem amando um outro
    apesar disso calar e não dizer o que sentia… "
    Apesar de algumas pessoas terem a interpretação homoafetiva, que eu acho
    tambem válido e que respeito profundamente, na realidade eu me referia ao
    amor de pais e filhos. Geralmente as filhas e mães se declaram mutuamente
    e já com relação aos filhos e pais este amor é contido e não é declarado
    verbalmente. É por estas e mais outras que repito: Reverencio minha mãe e
    meu pai só em versos porque a voz some… some porque não existem palavras
    que expressem meu amor e gratidão pelo que me deram : A vida !!!

  2. Vall Nunnes disse:

    Tem coisas que só escrevendo mesmo… a voz some na hora de falar.
    Sou mulher e nunca tive facilidade de falar com meu pai, nossa relação é boa. Mas podia ser mais solta.

  3. Que bom que entendeu a mensagem Vall … ficamos mudos na hora praticamente ! Coisas da vida !

  4. Vall Nunnes disse:

    Meu pai é carinhoso, mas quer tudo do jeito dele…temos muito em comum talvez a dificuldade more aí…além disso sou uma mulher aberta pra vida, mesmo tendo princípios da criação recebida enraizados. Enfim, tempos diferentes e visões divergentes. Mas sempre filha. Sou a mais nova das mulheres e fiz ele ver algumas coisas que não o agradou, mas entendeu tudo. Somos sete irmãos que restam de 17 que eles tanto trabalharam. Quatro rapazes e três moças. Treze netos (as) e três bisnetos. Meus pais são danados!

  5. Dulce Morais disse:

    Sandro,
    Há na mistura que nos constrói uma benção que nunca nos abandona 🙂
    Gostei dos seus lindos versos!

  6. É verdade Dulce Morais … e é esta mistura que é a essência verdadeira da família ! Obrigado pela visita e comentário minha amiga … um forte abraço !

  7. telma disse:

    Lindo sandro é assim mesmo , as palavras são mais fáceis . Gde abraço

    • panografias disse:

      Obrigado pela visita e comentário Telma… a questão é que são tantas palavras, adjetivos e elogios que gostaríamos de fazer, que não cabe apenas em uma poesia. Tente abreviar em duas que são essenciais: Amor e Respeito! Um forte abraço!

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: