22

Acalanto

  .  Já é tarde , madrugada Num versículo, num verso Melancólico,  eu confesso O sono me abandonou Deixou-me na companhia Da cafeína e fantasia À suspirar em melodia Filosofando uma canção . Já é tarde, minha criança Durma com...

13

No meu quintal

. No meu quintal Ao pé da letra Poesia é fruta Sonhar é normal . No meu quintal Descasco um verso Chupo uma rima Tão doce é o final . No meu quintal Escrevo em folhas secas E ao pé...

6

Ampulheta

. . Houve um tempo que passou Ouve a voz do tempo ou vê o tempo passar Haja o que houver, ainda Hoje é tempo de agir e o passatempo é amar . Ainda que dispersem teus pensamentos Num solilóquio...

0

Morte e Vida Severina

. …O sangue nordestino corre nas minhas veias e… amaldiçoo a politicagem que levanta palanque na aridez de nossas terras e que saliva promessas úmidas em discursos inflamados. Assim tem sido ao longo dos anos. Politicagem que semeia o medo...

0

Bibliofilia

. LIA lia tudo que via. LÊ lê tudo que vê. É anomalia de LIA, Ou será que é monomania, a mania de LÊ?! Lá ia LIA e ali ao lado lia LÊ. Ali era o lar de LIA. E...

0

Senhores da Guerra

Jogam o jogo de sete urros, Apostam sete notas nucleares. E com sangue pintam o sete e… Porta aviões pelos sete mares. Criam o bicho de sete cobiças, Com os sete pecados capitais. E tem segredos a sete chaves, Os...

0

Zoológico

. Zoo…  Lógico! E como não haveria de zoar? O tigrão com a gatinha, Pretendem se casar?! Mas se a mãe é uma naja, A sogra é uma jararaca. Se o pai é um jumento, O sogro é o mão...

error: Content is protected !!