Ampulheta

.
.
Houve um tempo que passou
Ouve a voz do tempo ou vê o tempo passar
Haja o que houver, ainda
Hoje é tempo de agir e o passatempo é amar
.
Ainda que dispersem teus pensamentos
Num solilóquio de questões
Haverá um tempo que não é o teu tempo
Dentro do tempo de tuas ilusões
.
Tempo que passa não é tempo perdido
Mas passado não pode ser teu abrigo
Não perca tempo com o que passou
.
Esqueça o tempo que te fez bandido
Do teu templo terá que ser banido
Só perdeu tempo quem nunca amou

 

Autor : Sandro Ernesto 28/03/2013

.

Você pode gostar...

6 Resultados

  1. Sandro, belíssimo poema. Estava precisando ler exatamente isto. parece até uma facada direta em meu coração. Está de parabéns, abraços.

    http://leaodegaza.blogspot.com.br/

  2. Sério Diego D'Avila ?!!Eu fico feliz que minha poesia tenha te ajudado de alguma forma… obrigado de coração ! Um grande abraço meu amigo !

  3. Dulce Morais disse:

    Nossa, Sandro!!!
    Que maravilha!
    Guardo este trecho:
    "Haverá um tempo que não é o teu tempo
    Dentro do tempo de tuas ilusões"

    Que perfeito!
    Grande abraço!

  4. Realmente é um presente, comentários como o seu Dulce ! Enche meu coração de alegria saber que gostou e divido com você esta felicidade ! Um beijo no seu coração … obrigadooooooooooo !

  5. simplesmente Lindo
    Bom Dia Sandro, tudo de Bom…
    Abraço

  6. Bom dia meu querido amigo… muito bom saber que você gostou. Tenha um dia iluminado… um abração !

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: