Tsunami

Tsunami
 
Sussurrei a senha e escancarei tua alma
Afoito percorri trilhos de botões e casas
Adentrei teu paraíso como um kamikaze
Cama e caso em brasa tu me entregaste
.
Provaste um pouco de minha morenice 
De gosto salubre, bebeste a minha alma
Quiçá quiseste dentro o melhor de mim
Embriagando teu corpo até serena calma
.
O contorcionismo jamais antes sonhado
Tsunami anunciado alagando nosso ser
Devastaste juízos e tabus para bem longe
Deste lugar as reverências do bem querer
 .
Estive para Dom Quixote de La Mancha
Do que meu dom que Juan me elegeste
Outrora busquei minha doce Dulcinéia
Moinhos e rodas d’águas que tu venceste
.
Meus olhos camaleão certa vez disseste
Vezes esverdeariam, outras acastanharão
Vi amanhecer gratidão na forma de prece
Com fé fecundaste amor em meu coração 
.
Autor : Sandro Ernesto 16/03/2013

Você pode gostar...

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: