Saltos de guarda-chuvas

.

          Perdi as contas de quantos saltos de guarda-chuvas realizei na minha infância. Alguns eram saltos de alto risco, feitos de cima da casa. A laje da casa que começava com altura de cinco metros e terminava com dois, dava fundos para o quintal e se tornava uma verdadeira rampa para decolagem. Gostava de saltar contra o vento. Sentia-o esfoliando-me o rosto. Antes mesmo de saltar, o guarda-chuva já virava ao avesso e sempre tinha que solta-lo no meio do caminho. A aterrissagem era feita primeiro cravando os dois calcanhares na terra e girando o corpo em seguida em pelo menos duas cambalhotas. A terra vermelha e macia era propícia para tal aventura além de encardir nossas roupas. Certa vez fiz o salto na presença de meu irmão que gritou:

– Burro! Além de doido é burro… Não vê que o guarda-chuva não aguenta seu peso?!

– Eu sei disso, uai! Disse sorrindo, feliz pela façanha realizada com êxito.

-Mas, então porque salta mesmo assim?! Perguntou-me intrigado

– É o guarda-chuva que me dá coragem para saltar!

           Com o passar do tempo não precisei mais do guarda-chuva. Minha confiança fazia com que realizasse os saltos com maestria. Meu último salto foi quando quase aterrissei no cangote de minha mãe. Quase morreu de susto a pobre coitada achando que estava chovendo filhos. E no susto caí de mau jeito torcendo o pé. A única coisa que lembro bem, foi de minha mãe praticar levitação levantando-me por uma das orelhas apenas. Acho que é por isto que tenho uma um pouquinho maior que a outra.

.

Sandro Ernesto 31/10/2017

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Anônimo disse:

    “A única coisa que lembro bem, foi de minha mãe praticar levitação levantando-me por uma das orelhas apenas. Acho que é por isto que tenho uma um pouquinho maior que a outra.”
    Hilariante a passagem acima 🙂

    • panografias disse:

      Obrigado meu caro amigo(a) pela visita e comentário. Não apanhava não, mas não escapava dos puxões de orelhas rsrsrsrs… um forte abraço!

  2. Muito bom humor nas suas palavras…chovendo filho foi demais, risos. Hoje tive um salto desses na escada de casa e percebi que o guarda-chuva faz falta rsss é mais fácil é divertido cair quando se é criança.

    • panografias disse:

      Penso que este salto com um guarda-chuva da escada, não seria nada agradável, Cristileine (espero que esteja bem). Imagina uma mãe com 11 filhos e um caindo do céu kkkkkkk?! Obrigado pelo visita e comentário… beijo no coração!

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: