Saindo do armário

Saindo do armário
            Nunca gostei desta expressão, mas, sem mais delongas, acho que é a mais apropriada no momento. A princípio temia pela não aceitação da família, mas, entre mortos e feridos, até que o resultado foi dentro do esperado e tenho que me orgulhar disto. Família é família. Afinal de contas, amar uma pessoa do mesmo sexo deixou de ser tabu há muito tempo, e, se você não entendeu ou ainda recusa a acreditar em suas deduções, aqui vai: Sim, estou amando outro homem! Antes que me prejulguem, rotulem, e me condenem ao apedrejamento gostaria de fazer algumas ponderações. Por favor, não tomem isto como um desvio de caráter ou pura e simplesmente sem-vergonhice. Continuo pagando minhas contas, trabalhando muito e continuo o mesmo, o velho e bom amigo de sempre, o Sandro.
            O fato de trazer isto a público não tem nada a ver com opção ou até mesmo ser vista como libertação. É mais um desabafo. O preconceito já está fora de moda, apesar de que, muita gente ainda insiste em vestir esta grife. Não entra na minha cabeça que, em pleno século XXI ainda possa existir pessoas que tenham preconceito racial, sexual e social. Amar outro homem não me faz menos homem que ninguém… muito pelo contrário. Tem que ser muito homem para vir a público e gritar em direção dos quatro pontos cardeais tal confidência. Não gosto de rótulos. Não gosto de nenhuma bandeira que não seja a branca, e se tivesse de escolher alguma inscrição, seria a palavra: Respeito! Amo este homem! Nunca assumi isto publicamente porque temia pela integridade física, moral, intelectual e psíquica, mais dele do que minha mesmo. O que as pessoas diriam?! Por ele eu seria capaz de matar ou morrer. Seu rosto sisudo esconde uma alma angelical e suas mãos calejadas tem a delicadeza de um anjo. É um homem rude, mas bonito. E ao olhar nos olhos deste homem eu sinto que não posso perder mais tempo. Os preconceituosos que me perdoem ( mooooorram ) mas eu quero mais é amar. Hoje à noite, dia 07/11, teremos um jantar em família. Uma singela cerimônia. Será a oportunidade de reforçar meus votos de amor incondicional  e dizer em alto e bom tom: Eu te amooooo! Feliz aniversário Papai !

Você pode gostar...

10 Resultados

  1. Joilson disse:

    Ame seu Pai, seus irmãos, seus amigos, ame sem medo de ser feliz seja quem for. Qualquer maneira de amor vale a pena e valerá… Um beijo em seu coração.

    • panografias disse:

      Obrigado Joilson pela visita e comentário! Este amor, principalmente, vale a pena e valerá… outro beijo no seu coração e tenha um final de semana abençoado!

  2. Eu digo NÃO ao preconceito, seja ele qual for!
    Saindo do armário e um conto capaz de fazer o leitor se perguntar: “E agora?”, e no final da leitura rir de si mesmo.
    Gostei muito.
    Parabéns ao Escritor Sandro Panografias.

    • panografias disse:

      Obrigado Paulinho Dhi Andrade pela visita e comentário tão gentil. O amor pelo meu pai é intenso e verdadeiro, e hoje ele completa seus 80 anos de vida. Uma de suas primeiras lições, que carrego comigo é justamente esta: O Respeito. E não poderia ser diferente neste crônica… um forte abraço meu caro amigo!

  3. Alexandre Cimatti disse:

    Eita, que quase tava acreditando e revendo meus conceitos sexuais e de gênero no geral… começava a duvidar até de minhas próprias vontades… Mas ufa!… era só um chiste!…

    Não tenho preconceito, mas continuo achando que beijo bonito entre homens é o de pai e filho…

    Feliz aniversário pra vc e seu pai, cara!

    • panografias disse:

      kkkkkkkk Grande Alexandre Cimatti… meu pai faz 80 anos hoje e eu o amo tanto que, de vez em quando eu pago um mico destes para arranca-lhe um sorriso. Eu também já estava começando a gostar da situação, mas achei melhor dar os parabéns logo kkkkkkkkkkk… Um grande abraço meu amigo e obrigado!

  4. Roberto Mello disse:

    Parabéns, Sandro! É difícil escrever “texto ótimo ou maravilhoso”. O conteúdo e a forma vai muito além de uma homenagem. Se é que posso relacionar, diria: equiparado ao maior sentimento divino – AMOR! Parabéns ao seu pai, você…, e que Deus continue a derramar muitas bençãos em sua família! Um grande abraço!

    • panografias disse:

      Difícil é ler um comentário como este e não se sentir lisonjeado, Roberto Mello. Acabo de voltar da casa de meu pai… eu, esposa,filhos e noras e realmente pude sentir as bençãos. Pude abraçar, beijar e dizer o tanto que o amava. Pude ver as lágrimas caírem na forma de agradecimento de seus olhos. Gratidão é a palavra que ecoa agora em meu pensamento. Desejo-lhe igualmente em dobro, as bençãos na sua vida e família, meu amigo, ! Um forte abraço !

  5. Valdemir disse:

    Sandro! Magnífico! Bem.. Como sempre! O final foi extraordinário.. Seu posicionamento sobre sempre tão delicado tema tb é perfeito! Minha recorrente admiração pelo artista e pessoal! Abços !

    • panografias disse:

      Acho que tudo que fazemos com amor, soa mas verdadeiro e mais bonito Valdemir. Tenho um amor incondicional pelo meu pai e abordar um tema tão delicado, foi a forma que achei para dividir valores que ele deixou como legado. Respeito. Esta é a palavra chave. Deixo aqui registrado que esta admiração é mútua meu caro amigo… um beijo no seu coração!

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: