Vende-se conselhos



          Pretende ter filhos?! Meu único conselho é: AME-OS! Simples assim. Ame-os desde a hora da gestação (beije e converse muito com a barriga) até a grande hora em que você é condecorado com o título máximo de “PAI”. Ame-os. Ame-os nas trocas de fraldas, nos primeiros passos, nos primeiros balbucios (que você jura de pés juntos ter sido “Papai”)… porque nunca mais vai sair de sua memória e como uma droga vai te deixar extasiado só de acionar estas lembranças. Ame-os. Ame-os para sempre!
         

          Era engraçado ouvi-los ensaiar a música que iriam cantar para mim no “Dia dos Pais” num tom tão alto, em seus momentos de banho. Esta cena se repetiu a semana toda e próximo a data, a entonação de suas vozes também eram mais forte. A inocência não se continha com o tamanho da surpresa. Não sabiam, mas fizeram escorrer lágrimas de meus olhos por várias vezes. A direção da escolinha, no entanto havia marcado a festinha em plena manhã de sexta-feira. Às nove horas para ser mais preciso. Qual o pai poderia ausentar do serviço para estar presente naquela comemoração? Esta dúvida me perseguia e o fato de estar trabalhando na estamparia até altas horas da noite, me dava certeza absoluta de que àquelas horas preciosas seriam compensadas por meu esforço. Doce engano. _ Você não vai chegar atrasado por causa de festinhas de crianças, não é Sandro? E foi ao fazerem esta pergunta idiota que me demiti e, cheguei a tempo de assistir a apresentação.
          As crianças estavam acabrunhadas no palco com a ausência de seus pais, inclusive os meus filhos que, ainda não haviam me visto chegar.  Posicionei-me atrás das mães, balançando os braços para que minha presença fosse notada. Bendito fruto entre as mulheres, literalmente. E foi nesta hora que vi seus rostinhos levantarem. O brilho dos olhos foi tão intenso, que nem reis e rainhas viram em suas saudações de fogos de artifícios. O sorriso estampado em suas faces foi tão marcante quanto à voz que sobressaiam as de seus coleguinhas, e neste momento tive uma certeza: Eu era o pai mais feliz do mundo. Eles cresceram e houve outros tantos momentos que não pude estar presente, mas este “Dia dos Pais” era meu. Meu dia. Ahhhh querem saber do emprego?! Comecei a trabalhar por conta própria. Com isto pude estar mais tempo perto deles, afinal de contas… o que seria de nossas vidas sem estes pestinhas ?!

Sandro Ernesto 14/08/2015

Você pode gostar...

21 Resultados

  1. kkkkkk é verdade seria vida vazia kkkk

  2. vorbebune disse:

    Que lindos!!!

  3. Mara disse:

    É maravilhoso! Maior benção!

  4. eu51 disse:

    DESCULPE ME MEU AMIGO MAS NÃO TENHO MAIS MEUS BLOGS PELO WORDPRESS

    • panografias disse:

      Eu que peço desculpas pela ligação, meu caro amigo e desde já agradeço pela amizade! (não desiste deles não) um grande abraço e obrigado por tudo!

  5. estevamweb disse:

    nestes tempos de pandemia, em meio, aos muitos trabalhos em home office, tenho vivido e visto de perto o desenvolvimento de minha filha e meu filho, inclusive, do pequeno nas madrugadas tenho feito um malabarismo para que ele não fique grudado o tempo na mãe dele. rsrsrrsss, especialmente, nas madrugadas.

  6. Que vc continue tão dedicado e amoroso com seus filhos. Gostaria de ter tido um pai assim. O meu não foi. Estes dias chorei pq acompanhei o meu filho mais velho em tudo, sempre vibrando, e devido a pandemia não foi possível. Só os estudantes e distanciados. Não haverá outra vez. 🙁

    • panografias disse:

      Nunca medi esforços, mas nem sempre pude estar presente em todos os eventos, minha querida amiga. Neste em particular, não precisei pensar muito… e nunca vou me arrepender. Foi mágico. Creio que tua vibração e teu amor o acompanhará pelo resto da vida! Isto é que é importante. A pandemia vai passar e vocês terão oportunidade de brindar num momento apropriado! Gratidão, agora e sempre… beijo no coração!

  7. Que perfeição

  8. Tche, que maravilhoso isso tudo, regado ao mais puro dos sentimentos, o amor, os filhos, nossos complementos, o tudo que tanto sonhamos. Aqui, com um frio imenso, senti calor no coração e na alma. Não tenho filhos e ao ler tua história senti falta do que nunca tive. Deus te deu um presente para todo o sempre. Um grande abraço nessa família amorosa e aqui do Sul tens mais um irmão (e não vale o não vem que não tem…essa é exclusivo do Zeca!)

    • panografias disse:

      Meu querido irmão do sul… quando me lembro da explosão de alegria dos dois (um cutucando o outro durante a apresentação), sinto ainda a comoção me tomar. Disseste bem, Deus me deu um presente para todo o sempre! Gratidão pela amizade que aquece nossos corações, meu caro… obrigado por tudo! Um forte abraço

  9. Rodrigo Meyer disse:

    Estar ao lado de quem se gosta reciprocamente é todo o segredo da vida.

    • panografias disse:

      Certa vez me pediram para definir a palavra família em poucas palavras, e assim falei Rodrigo: família é exercício do amor maior! Acho que é isto… exercício de amor! Obrigado meu querido… um forte abraço!

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: