Syria’s war

 

Libertem a paz da masmorra
Não há mais templo a perder
Não há esperança no conflito
Com aflito no holocausto ater
Mas morra de amor pela paz
Enquanto for capaz de viver
 .
Há mares que vêm para o bem
Gritava o náufrago refugiado.
O “Faça amor, não faça guerra”
É mais um slogan antiquado?
Os últimos serão os primeiros
Disse a esperança ao fuzilado
Mas morra de amor pela paz
Escrevia no cartaz o revoltado
 .
Militar é Limitar a compaixão
Tirando o tirano do seu poder
No fogo cruzado os inocentes
Na fuga, cruzada é sobreviver.
Pela grife bélica desfila a morte
Coleção é assinada por idiotas
Fashion é ter sangue nas mãos
Moda é ver as crianças mortas
Mas morra de amor pela paz
Se for capaz, isto que importa

.

 Autor : Sandro Ernesto 20/10/2016

Você pode gostar...

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: