O meu ego

O meu ego

.

 .Meu ego é uma égua
Ufano de santidade que mesmo proclamei
Santinho do pau oco
Em jogo de sete erros capitais que pequei
.
Meu ego não dá trégua
Veste-me de túnica adornada de sabedoria
Transforma-me em Messias 
Grifando textos bíblicos para a alegoria
.
Meu ego fica à léguas
Do que podemos chamar de compaixão
Arrasta-me para o poço
Em que poucos loucos governam a nação
.
Meu ego é minha régua
Mede com precisão toda minha insanidade
Balanceando meus desejos
De sucumbir aos desejos da humanidade
.
Autor: Sandro Ernesto 20/04/2013

 

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. José Sousa disse:

    Olá Sandro, bom dia. Gostei imenso deste teu trabalho. Um excelente fim de semana. Um abraço desde Portugal.

  2. Obrigado José Sousa… fico imensamente feliz com isto !!! Um fim de semana de paz e alegrias e um grande abraço deste amigo Brasileiro !!!

  3. Dulce Silva disse:

    BOA TARDE, SANDRO. IMPRESSIONANTE. GOSTEI MUITO. TENHA UM ÓTIMO FIM DE SEMANA !

  4. Obrigado Dulce… tenha a certeza de que me deixou feliz as tuas palavras. Deus te ilumine agora e sempre e tenha um fim de semana abençoado !!

  5. É atual. É real e demonstra o monstro que vive dentro de cada um de nós. Parabéns.

    • panografias disse:

      Olá meu querido amigo… foi justamente o que quis passar nesta poesia. Assegurar que este monstro não faça mal à ninguém é de nossa responsabilidade. Obrigado pela visita e comentário meu caro… um grande abraço!

  6. Forte, intenso,verdadeiro!
    Gostei demais!
    Você como sempre dá um show,parabéns meu amigo!

    Um beijo

    • panografias disse:

      Olá minha querida amiga… obrigado pela presença constante e comentários pra lá de generosos. Como diz o amigo Plinio: é um monstro que vive em cada um de nós. Beijo no seu coração

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: