Nós, iguais e diferentes

Nós , iguais e diferentes
O diferente pode ser igual a gente
Referente ao que te fere
Divergente  no pensar
De ver gente que pensa fora da caixa
Peço a peça que não encaixa
Quebra tudo até encaixar
 .
Indiferente de feirante ser poeta
Ateu a toa ser atleta
Ateia fogo em discussão
Se tratamos Nostradamus de vidente
Gandhi é grande eminente
Via a paz por solução
.
Nós somos animais
Tão iguais, tão diferentes
Somos somas desiguais
Desumanos entre a gente
Nós somos tão iguais
O mundo quer ser diferente
O respeito cabe em nós
Diversidade inteligente
.
O inteligente pode ser igual a gente
Exumado o teu corpo
É osso duro de roer
Ouço gente que pensa que é esperto
Bola bullying e acha certo
Humilhar e ofender
.
Diferente o papagaio de maritaca
Do bacana e o babaca
Bacanal é discussão
Se tratamos o irmão com indiferença
Grande é a evidência
De orgulho no coração
.

Letra e música: Sandro Ernesto 20/03/2014

Você pode gostar...

18 Resultados

  1. bom dia nobre poeta muito bem redigido e definido este seu poema gostei demais, tenha uma excelente semana amigo parabéns abcosss

  2. aderitomepo disse:

    Achei, muito amável… Anjinho, belo poema.

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: