Primavera Árabe

Primavera Árabe
.
Eis que do sonho de primavera
E é vero que prima a liberdade
O sal dita a ditadura na cidade
Vermelho Árabe é cor de guerra
.
E cogito se no Egito a paz floriu
Agita os homens à flor da idade
Nas mesquitas pedem piedade
Paga-se caro no Cairo a rebeldia
.
Por Allah se ali não falta o amor
Nas terras das mil e uma noites
A morte beija a passeata de dia
Leva democracia para um açoite
.
Autor: Sandro Ernesto 15/08/2013

 

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Dulce Morais disse:

    Marcante…
    Deixa-me um sentimento de injustiça em relação ao lindo país que menciona e um pensamento para os que já caíram na luta…
    Abraço, Sandro!

  2. Sim Dulce… as vezes fico pensando aonde levará tudo isto ! Como fica as famílias e o futuro das crianças ?! Obrigado Dulce , pela visita e comentário ! Beijos no seu coração !

  3. Sonia Rubim disse:

    Bem escrita e de beleza poética, a triste realidade de um amplo ódio em terras lindas de um povo
    milenar… Abraços!

  4. Verdade Sonia ! Esta triste realidade reflete pelo mundo afora… e deixa uma reflexão no ar. Obrigado pela visita e comentário … um forte abraço !

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: