Mineiro

Mineiro
.
O mineiro faz pandeiro
Da caixinha de Pandora.
Eu ponderei se poderia
Pendurar o trem agora.
Mas o mineiro é maneiro,
É o mano, é da hora.
E Minas tem o pão de queijo
Que é um trem que a gente adora
.
Como somos cromossomos
Vem de dentro para fora.
Tudo é trem, tremendo é frio
E uai vem sem demora.
Pandemônio é ver um panda
Por estas bandas, aqui agora.
O mar não pode estar no rio
Pois na serra o rio aflora.
.
As prosas descem redondas,
Como o queijo lá da roça.
Sou em Minas passarinho
Em seu ninho sim, sem hora.
O mineiro come quieto
Toda fruta como quem namora.
Lambuza-se de seu mel
Seja morango, cereja amora.
.
E substitui o substantivo
Por um trem, Nossinhora.
Pegar no trem do mineiro
É ganhar voadora afora.
Mas mineiro faz pandeiro
Da caixinha de Pandora.
Foram eles Black Blocs
Da inconfidência de outrora.
.
Autor : Sandro Ernesto 20/10/2013

 

Você pode gostar...

9 Resultados

  1. Sandro!!

    Caraaa, ficou muito boa essa música-poesia, até dei risada lendo hahahahaha uai sô…

    Parabéns, muito bom de ler.

    Abraços.

  2. KKKKKK Que bom que gostou Guilherme ! Mineiro é trem danado sô ! kkkkkk Obrigado pela visita e comentário ! Um forte abraço meu amigo !

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: