I have a dream

I Have a Dream
.
Com o Ku Klux Klan na mão,
O lápis de cor não volta para caixa.
E neste status quo não se encaixa,
Tem dimensão agora de seu valor.
É veículo que rabisca sua história.
Ilustrando os livros com luto e dor.
.
E dois meninos viajavam no lápis,
Desenhando um mundo colorido.
Martin senta no banco da frente,
Mandela junto com os excluídos.
Apartheid é a estupidez humana,
Preconceito é aversão ao coletivo.
.
“Eu sou o capitão da minha alma”
Desenhava o menino o seu navio.
“Preocupa-me o silêncio dos bons”
Rabiscava o outro em tom bravio.
E dois meninos viajavam no lápis,
Desenhando o mundo mais sadio,
Onde todos os lápis fora da caixa,
Colorem juntos os espaços vazios.

Sandro Panografia 20/02/2016

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. Meu amigo, digo com muita verdade que o seu poema é um dos melhores que já li!!

    • panografias disse:

      Sinto-me lisonjeado meu amigo Anderson Lopes… mas acho que o mérito vai todo para os dois meninos! rsrsrsrs
      Obrigado de coração meu caro… um forte abraço!

  2. Luna disse:

    Você é excepcional meu querido poeta, muito lindo este poema. Só Desejo Deus iluminando seus passos. Uma feliz semana para você! Bjs

    • panografias disse:

      Obrigado pela visita e comentário tão generoso, minha querida amiga Luna… que Deus ilumine nossos passos! Tenha uma semana abençoada… bjs

  3. Luna disse:

    Lindíssima poesia, parabéns amigo. Um bom dia bem lindo para você!

  4. Um fabuloso poema, um grito de alerta ao estado em que está este mundo, enaltecendo todos os grandes sonhadores.

    • panografias disse:

      Realmente é muito preocupante e inaceitável qualquer retrocesso meu caro amigo! Obrigado pela visita e comentário… um forte abraço!

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: