Esconjuração Mineira

Esconjuração Mineira
.
Perde barraco estilo barroco .
O seu berro esbarra no barro.
Lama surge como um escarro.
O Inconfidente sofre epifania.
A liberdade ainda que tardia,
Na bandeira o recado é claro.
A derrama transforma os rios.
Quinto dos infernos é a diária.
Capitalismo ainda Hereditária,
Até quinta geração esconjuro.
Perde cabeça, cobramos com juros,
Daqueles por trás da subsidiária.
Do lado do alferes tinha poeta,
Do lado do povo os conjurados.
Autarquia escreve com escravo,
A mineira ação é a peso de ouro.
Rio Doce é nosso maior tesouro,
Com sangue até no mar é lavado.
Clique aqui e assista a tragédia

.

Você pode gostar...

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: