Carpe Diem

Carpe Diem

.

Limpei as gavetas do coração primeiro.

Queimei as cartas que nunca respondi.

Ao saber que o destinatário era outro,

E o remetente nem imaginava que as li.

.

Joguei fora as figurinhas sem álbum,

Mas as fotografias velhas não resisti.

Guardei-as com carinho por serem raras,

Por serem caras, revelavam o melhor de ti

.

Fiz do meu interior um sereno santuário.

Se Deus é presente, não estou solitário.

A paz começa mesmo dentro de mim.

.

Procuro guardar só as coisas de valor.

Dentro de mim tem muito mais amor.

Que floresça o que planto neste jardim.

.

 Autor: Sandro Ernesto 02/04/2013

Você pode gostar...

10 Resultados

  1. Vall Nunnes disse:

    É bom e necessário fazer uma limpeza na vida, de vez em quando.

  2. Se possível sempre, a cada amanhecer … Obrigado pela presença sempre carinhosa Vall ! Bjs

  3. M.B. Tanis disse:

    Hermoso.

  4. Odonir Oliveira disse:

    Belíssimo poema, Sandro.

    • panografias disse:

      Bom dia Odonir… que bom que gostou! Obrigado sempre pela leitura e comentário… que seu fim de semana seja abençoado! Beijo no coração

  5. estevamweb disse:

    Floresça mais amor…

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: