Livro aberto

Livro aberto
.
Molho o dedo na ponta da língua
Afim de teu livre arbítrio folhear
Pagino tua vida como livro aberto
Romanceio o prefácio a te dedicar
.
Cada capítulo de que sou coautor
Fica impresso n’alma tanto amar
Às vezes releio belas lembranças
Gravura de página faz-me sonhar
.
Cada parágrafo de nossa história
Escrita por beijos e juras de amor
Uma hora estarei aqui folheando
Outra hora estarei como escritor
.
Autor: Sandro Ernesto 04/07/2013

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Sandro,
    Belíssimo e, intenso.

    Um prazer a leitura.
    Ana

  2. Obrigado Ana pelo comentário ! Fico muito feliz por ter gostado e é um prazer sempre a tua visita em meu blog… bjos !

  3. lindo amei bjss

  4. Obrigado Irene … um grande beijo em teu coração !

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: