O lingerie

.

     Loja lotada. As mulheres disputavam os espaços entre dois balcões paralelos. Sorri ao vê-las em pares espichando as peças como “Cama de gato”, (brincadeira de criança ao fazer figuras no barbante entre os dedos). Discretamente entrei, mas minha presença foi percebida de imediato. “Bendito fruto entre as mulheres”. A vendedora não demorou no atendimento, ainda dando atenção para duas ou três clientes:

_ Posso ajuda-lo, Senhor?! _Esta aqui é lindaaaa Cristina!_ O que deseja?!_ E olha que está em promoção!

_ Bom… gostaria de comprar um lingerie bem sexy! –Disse-lhe serenamente.

_ É para sua esposa, senhor?!– ­­Perguntou-me ainda dando atenção para sua clientela.

_Não! É para mim! – Respondi com um largo sorriso no rosto.

   Senti mais de trinta cabeças femininas voltando-se para mim como se fosse fuzis de soldados ao encontrar um espião infiltrado. Os olhos escaneavam-me de cima em baixo e é justamente neste momento que meu poder de telepatia entrava em ação sem me pedir licença. Podia ler pensamentos do tipo:_ Que desperdício… Achei que era um homem de verdade!_ Nossa… Será que tem tamanho extra para ele?! _Como será que ele faz para esconder o negócio, heim ?!_ O mundo tá mudado mesmo, que cara de pau gente… Não está nem aí! _Por isto que são sete mulheres para cada homem!

_ Para o senhor?! –Indagou-me. Agora me olhando no fundo dos meus olhos, ainda estupefata.

_ Sim querida! Veja bem… Se eu compro um lingerie para minha esposa usar e é lógico que ela usará para mim, não estarei comprando evidentemente a peça para mim, apesar do aniversário ser dela?! Concorda comigo?! –Perguntei-lhe sorrindo pela confusão causada.

_ Ah sim, até pensei que… que… ah ,deixa pra lá! –Respondeu-me a vendedora dando uma gostosa risada em seguida.

     Pude ouvir ainda, um sonoro  “Ahhhhh”  coletivo das clientes na forma de alívio e ler um último pensamento:_ Eu vou matar o Beto! Porque ele não faz uma surpresa destas para mim?! Se eu ganhar mais um utensílio de cozinha de presente, vou partir a cara dele ao meio… ah se não vou!

.

Sandro Ernesto 13/10/2017

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Estou lendo Rubem Alves e em alguns pontos a crônica me lembrou os textos dele. Parabéns pela escrita.

    • panografias disse:

      Sinto-me lisonjeado meu caro amigo, apesar de conhecer muito pouco a obra deste mineiro ( preciso me atualizar e aceito indicações ). Deixo aqui meu muito obrigado e um beijo no coração!

  2. Já te disse isso outras vezes…
    Mas não canso de dizer,vir aqui faz bem pra alma,estou aqui rindo litros!!

    Parabéns! Um post tão gostoso de ler,que lamentamos quando chega ao final.

    • panografias disse:

      Juro que teu sorriso alimenta minha alma e gratidão é palavra que resume o sentimento ao ler seu comentário aqui minha querida amiga… estou feliz por demais da conta! Obrigadoooo… um beijão no seu coração !

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: