Cessar-fogo

.

.

Oriente a mídia para o acidente

Ocidente arma o Oriente Médio

Tragar a trégua é fumar o míssil

Omissão é missão do genocídio

Exterminar a paz como remédio

.

Faixa de gaze, sem feixe de luz

Em Gaza o guizo avisa a morte

Será um fetiche a tal Palestina ?

Será um carnaval de carnificina?

Alegoria dos infernos é a sorte?

.

De áspera diáspora ao sionismo

De espora cavalga apocalíptica

Israel torra as terras palestinas

Bombardear as famílias é rotina

Esta ótica sem ética é a política

.

Dançam irmãos lá o holocausto

A intifada judia Judeus em casa

E Allah ali não perde sua fé Islã

Semear amor nas terras Canaã

Com cessar-fogo por ora basta

.

Autor : Sandro Ernesto 04/04/2015

Você pode gostar...

19 Resultados

  1. O seu poema diz tudo sobre este conflito que dura há décadas. PAZ é a palavra certa e necessária! Obrigada Sandro!

    • panografias disse:

      Filipa, minha querida amiga… este poema foi escrito no início de 2015 e parece-me tão atual quando vejo as notícias, como se o tempo estivesse fazendo um looping nos acontecimentos. Muito triste. Obrigado pela leitura e comentário… que sua semana seja abençoada e produtiva! Beijo no coração

    • Sim Sandro, que triste! Esta realidade teima em persistir. Uma boa semana para si. Beijo no ❤.

  2. azurea20 disse:

    Una tragedia que tristemente no se acaba. ¿por qué no acaba? A alguien le interesa que ese conflicto siga… No sé, vivimos en un mundo muy complicado en el que los poderosos juegan con nosotros. Tengo eso impresión.
    Gracias amigo por levantar tu voz.
    Un abrazo.

    • panografias disse:

      Tengo la misma impresión, querido amigo. Y aunque este poema fue escrito en 2015, sigue siendo tan actual. La humanidad está viviendo una tragedia y algunos quieren vender sus misiles para no estar almacenados y perder su fecha de caducidad. Triste … solo podemos alzar la voz. Gracias por leer y comentar mi amigo … ¡que tu semana sea bendecida y productiva! Beso en el corazón

  3. dulcedelgado disse:

    Assustadora a dimensão que este conflito está a tomar. E o pior é sabermos que provavelmente… nunca vai ter uma solução definitiva.
    Quantas vezes me pergunto: como se consegue viver assim?

    • Panografias disse:

      Tudo isto em plena pandemia Dulce… o que parece é que alguém não quer mesmo deixar os mísseis estocados, como respondi no comentário para Azurea. Será que os mísseis tem prazo de validade? A quem favorece um conflito destes? O que será das crianças que sobrevivem a este terror? Sinceramente, não sei como conseguem viver assim, não sei mesmo. Obrigado pela leitura e comentário minha cara amiga… que sua semana seja iluminada e produtiva! Beijo no coração

  4. Odonir Oliveira disse:

    Excelente em forma e conteúdo, Sandro.

  5. Infelizmente desde à linhagem de Abraão que árabes e judeus não conseguem se entender.

  6. Fernando Rozano disse:

    Fiz post algum tempo atrás que diz: o nascimento da civilização foi o início do seu fim. A cada dia me convenço que nossos dias estão contados e não é pelo imponderável e sim pela intolerância, para ficar apenas em um aspecto. Lucidez e uma realidade que passados seis anos em nada há sinal de paz. ☮️☮️☮️

    • panografias disse:

      Fernandíssimo… Concordo plenamente com você em gênero, número e degraus, meu caro amigo rsrsrs. A intolerância reina e o caos toma conta… e a pobre Pomba da Paz é a primeira a ser alvejada! “Esperança, ainda que tardia”… esta é minha bandeira pra hoje (qualquer semelhança não é coincidência kkkkkk). Obrigado sempre pela leitura e comentário… um forte abraço!

    • Olá meu amigo Fernando, um grande abraço pra você!

  7. vermavkv disse:

    nice post

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: