O Inferno e eu

.

Fui expulso do inferno.

O capeta não aguentou me ver por ali.

Minha alegria contagiava.

Até o excomungado começou a sorrir.

Careta não me assustava.

Meu calor humano era mais quente que lá.

E de tanto que cantava,

O demônio também passou a cantarolar.

Foi motivo de piada,

Quando do nada o chamei de “meu irmão”.

Uma lágrima caiu de seu rosto,

Não estava acostumado a viver aquilo não.

Sentiu um trem esquisito,

Não sabia se era paz ou se era compaixão.

E toda mágoa que sentia,

Começou a esvair do seu coração.

.

Sua vida virou um inferno.

Até cantar “lepo-lepo” agora se via cantando.

Então de joelhos e mãos postas,

Com rabo entre as pernas pediu implorando:

Por favor, Senhor, leve-o daqui,

Porque meu orgulho está quase me matando!

Posso até carregar um par de chifres,

Mas não sou tão feio como estão me pintando.

Um poeta no inferno?!

Que chiste… O mundo está mesmo acabando.

.

Autor: Sandro Ernesto 06/09/2017

.

Você pode gostar...

11 Resultados

  1. caobe disse:

    Até no Inferno a poesia tem graça Sandro.
    Fartei-me de rir, um grande abraço meu amigo!
    🙂 🙂 🙂

    • panografias disse:

      Confesso que regozijo com isso meu querido amigo e me faz um bem enorme! Acho que o riso alimenta a alma e nos dá leveza… e pode ter certeza: não há inferno nem capeta que aguente kkkkkkkk… tenha uma tarde abençoada. Um forte abraço

  2. Lu Amorim disse:

    Ahahahahaha! (◦ツ◦) Perdoe-me meu adorável pecador ‘CHÃO DE ESTRELAS, mas realmente me diverti lendo esta deliciosa criação!! Rsrsrs… Sou mesmo uma pecadora ‘vermelha’! Ahahahaha! Concordo mesmo com o pecador, caobe, em seu bem humorado comentário: ” Até no inferno a poesia tem graça”. Penso que até mesmo lá, nós, poetas, saberíamos poetizar divertidos!!! Agora, “até cantar lepo-lepo”, foi mais que demais sua criatividade! ◕‿◕
    A – D – O – R – E – I!!!! ◕‿-。
    Beijos de chocolate e muito mais ainda maravilhosas inspirações!

    • panografias disse:

      kkkkkkkkkkk Pois é minha querida amiga… confesso que imagino a cena ao escrever e sinto-me um retardado de tanto que rio sozinho ( será que sou normal ?! kkkkkk ). Já imaginou o diabo cantando e dançando o “Lepo Lepo” ?! kkkkkkkkkkk Fico feliz por ter conseguido arrancar sorrisos achocolatados de você… estou ficando diabético ( entendeu o trocadilho?! kkkkkk ). Beijos no seu coração

  3. Lu Amorim disse:

    Ahahahaha!!!! No inferno, será que há chocolate ‘ZERO AÇUCAR’ ??!!! ◕‿-。
    Nós, poetas, somos todos anormais!!! Ahahahahaha!!! 。◕‿◕。
    Beijos e mais beijos de chocolate, queridooo!!!

  4. Lu Amorim disse:

    Idem!ღ⁀⋱‿★

  5. kutukamus disse:

    It seemed that even the Devil has his limits—the poets! 🙂

  6. boccipoesias disse:

    Perfeito! Essa poesia foi uma das melhores! Sucesso no seu trabalho!

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: