No meu quintal

.
No meu quintal
Ao pé da letra
Poesia é fruta
Sonhar é normal
.
No meu quintal
Descasco um verso
Chupo uma rima
Tão doce é o final
.
No meu quintal
Escrevo em folhas secas
E ao pé da letra
Durmo um soneto
Acordo careta
Meio triste, meio down
No meu quintal
Graveto é lápis
O chão é lousa
Desenho um trevo
Sai uma trova
Em odisseia  de imortal
.
Do meu quintal, visito planetas
Viajo o universo em mutação
Na sombra, deitado ao pé da letra
Escrevo o que transborda meu coração
.
Letra e música : Sandro Ernesto

.

Você pode gostar...

35 Resultados

  1. Muito bom, adorei! Sucessos poeta amigo!

    • panografias disse:

      Olá Elias… obrigado pela visita e comentário meu amigo! Fico feliz por ter gostado… na minha infância, o meu quintal era um mundo à parte. Um universo paralelo onde tudo acontecia na minha imaginação. Um forte abraço meu caro amigo!

  2. Radar Mundial disse:

    Parabéns pelo post
    radarmundial.com

  3. ♡Recitos disse:

    Voltei na minha infância!

  4. Lembrei da minha infância de quando subia nas árvores rs. Abraço

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: