Meu Nome, Uma Novela

.

            Adoro histórias de como as pessoas ganharam seus nomes de registro. Não a etimologia dos nomes em si, mas a verdadeira razão com que ganharam seus nomes de batismo. Meu nome, por exemplo, foi devido às fotonovelas. Acreditem. Fotonovelas, para quem nunca ouviu falar, era um tipo de série da Netflix versão HQs (história em quadrinhos). A trama narrada em capítulos tinha os quadrinhos preenchidos com fotos reais dos atores e as falas em balões como nos HQs. Ainda que as radionovelas fossem famosas na época (e acreditem… existiam radionovelas também), as fotonovelas tinham certo glamour. Podiam ser lidas na hora e onde bem entendesse. Sucesso entre o público feminino, a Itália produzia grande parte destas novelas e delas saiam os grandes ídolos. Assim como nas telenovelas de hoje. Minha mãe era uma leitora assídua. Talvez pelo fato de ter ascendência italiana por parte do meu avô… suspirava de amores por um destes galãs. E eu ali de cabeça para baixo, ouvia toda aquela discussão sem poder opinar:

— Vai se chamar Sandro. Sandro Moretti! dizia ela para o meu pai quase num suspiro.

— Não vai mesmo, Marina… vai ter meu nome. Ernesto! Ernesto Cassimiro e pronto! respondia contrariado.

— Sandro Moretti… é nome italiano, bobo! a voz saia em tom de provocação.

— Cê fez ele sozinho né, Marina?! Não dei um duro danado não, né? Ernesto Moretti então! tentava negociar.

— Curuz credo… que ridículo! Vai ser Sandro Moretti mesmo.

— Cê tem algum Moretti na família, muié?!  Então vai se chamar Sandro Cassimiro.

— Ah Ernesto… paraaaa! Moretti é chique… nome italiano… de artista.

— Ah é?! Então vai ficar Jerônimo Moretti… artista por artista, fico com os nossos! dizia fazendo referência à famosa radionovela “Jerônimo, o Herói do Sertão

— Jerônimo é nome do personagem, Ernesto… além do mais é feio! insistia inflexível.

— Então vai ficar sem nome! Bacuri… vou chama-lo de Bacuri!

— Bacuri uma ova… é Sandro Moretti! Nome de artista italiano.

            Mal nasci e levei uns tapas no bumbum e achei por bem não reclamar. Novela por novela, por parte venceu minha mãe.  Conta ela que até na hora do registro, meu pai estava acabrunhado feito um menino que tem seu pirulito roubado. Só acalmou quando o oficial perguntou qual seria o nome e ela sorrindo para meu pai, falou em voz alta: Sandro Ernesto, bobo. Por sorte o oficial entendeu que o “Bobo” se referia ao meu pai.

 

Sandro Ernesto 28/01/2018

Você pode gostar...

11 Resultados

  1. seus textos são muito divertidos Sandro. Já tentei descobrir a origem do meu nome mas até hoje nada. Nem meus pais têm explicações

    • panografias disse:

      Olá Cristileine… divirto-me com isto, pois minha mãe sempre conta a mesma história. Para uma de minhas irmãs, quis homenagear sua mãe Ana (dizia que valia por três). Daí registrou-a como TRIANA rsrsrsr. Tenha um domingo iluminado minha querida amiga. Beijo no coração

  2. Ana Morozetti disse:

    Adorei! Leitura leve e nostálgica!

    • panografias disse:

      Olá Ana Morozetti… coloca nostálgica nisso. Tem um pouco de história a respeito da influência das novelas na vida familiar kkkkkkkkkk. Obrigado minha querida pela visita e comentário… beijo no coração.

  3. ludoevico disse:

    Adorei o texto!Acho que eu também seria leitora de fotonovelas!

    • panografias disse:

      Olá minha querida amiga… é bom saber que gostou de mais um capítulo de ” As mais belas histórias de Sandro Ernesto” kkkkkkkkkkk. Era interessante sim. Obrigado minha cara… tenha um domingo abençoado! Beijo no coração

  4. Juliana Correia disse:

    Mesmo sem conhecer seus pais, diante da narrativa pude fechar os olhos e montar uma película. E, claro, ri no “FIM”. Muito bom! Prazer em ler, Sandro Ernerto!

    • panografias disse:

      Sinto-me lisonjeado minha querida amiga… o prazer é todo meu. Minha mãe disse que entrou no túnel do tempo ao ler esta crônica e riu bastante em relembrar… e lógico que fiquei todo orgulhoso (definitivamente não nasci para ser Jerônimo kkkkkkkk) Novamente obrigado Juliana Correia… beijo no coração!

  5. ANAANA disse:

    MORRI DE TANTO RIR….DA BATALHA TRAVADA ENTRE O CASAL NA ESCOLHA DO NOME DO PIMPOLHO……rs….MUITO DIVERTIDO!PARABÉNS…SANDRO ERNESTO…

    • panografias disse:

      Ana, minha querida amiga… você não tem ideia do tanto que seu comentário me deixa feliz. Sempre ouvi de minha mãe esta história e é claro que morria de rir também rsrsrsrs. Obrigado pelo carinho de sempre… tenha uma semana iluminada e produtiva! Beijo no coração!

    • ANAANA disse:

      Ótima semana pra você também!

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

No announcement available or all announcement expired.
error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: