Acalanto

.
 Já é tarde , madrugada
Num versículo, num verso
Melancólico,  eu confesso
O sono me abandonou
Deixou-me na companhia
Da cafeína e fantasia
À suspirar em melodia
Filosofando uma canção
.
Já é tarde, minha criança
Durma com os anjos
Cubra com o sonho
Deite na estrela
Entregue seu desejo
De se entregar num beijo
Ao anjo que passar
.
E neste acalanto
Eu velo por você
Eu tenho benquerer
De querer o seu bem
Um bem como ninguém
Que peca por querer
Estar junto a você
E não adormecer
E não adormecer
.
Já é tarde , madrugada
Num versículo, num verso
Melancólico,  eu confesso
O sono me abandonou
.
Letra e Música : Sandro Ernesto 04/05/2014

.

.

Você pode gostar...

38 Resultados

  1. E.P. GHERAMER disse:

    Belíssimo, meu caro amigo Sandro. Conheço bem essas madrugadas que você descreveu maravilhosamente em versos.
    Parabéns, Sandro!

  2. Meu caro amigo E.P.Gheramer… quando o sono nos abandona, deixando por companhia uma caneca de café e toda fantasia do mundo, surge poesias, canções e crônicas que é o legado do poeta escritor. Obrigado sempre pela presença… muito bom saber que gostou . Um forte abraço !

  3. Regina lopes disse:

    Oi amigo boa tarde.achei lindo tudo que tive oportunidades de ler
    obrigada pelo carinho por palavras tão lindas
    Abraços

  4. Obrigado minha amiga pela visita e pela gentileza nas palavras.Um beijo em seu coração !

  5. MARIAMERCEDES GARCIASSUAREZ disse:

    ES HERMOSA MELODIA Y LETRA MUY DULCE GRACIAS

Seu comentário é sempre bem-vindo, Amigo... obrigado !

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: